Executivo implementou novo modelo de gestão, indo além dos aspectos econômicos, introduzindo componentes sociais e de sustentabilidade na atuação da associação

São Paulo, 31 de março de 2022 – Os conselheiros da ABES – Associação Brasileira das Empresas de Software se reúnem hoje, dia 31, para elegerem uma nova diretoria. Após três anos à frente da associação, Rodolfo Fücher passará o cargo de presidente para outro representante depois de aumentar em 9% o número de associados – o maior crescimento da última década – e conquistar importantes marcos para o setor. Entre eles, a aprovação das alterações da LGPD e a PEC 17, a inconstitucionalidade da cobrança de ICMS nas operações de software, prorrogação da desoneração da folha e o ingresso da associação à Rede Brasil do Pacto Global, ligada ao Pacto Global da ONU, a maior iniciativa de sustentabilidade corporativa do mundo e que tem como meta mobilizar a comunidade empresarial na adoção e promoção de boas práticas corporativas. 

“Conseguimos posicionar a ABES como uma plataforma, buscando atender aos anseios do setor, onde os mais relevantes tópicos passaram a ser discutidos de forma produtiva e ágil, com a participação de autoridades, especialistas brasileiros e internacionais”, explica Fücher. Os temas regulatórios foram os de maior audiência entre as mais de 80 mesas redondas virtuais abertas ao público, que atingiram a marca de quatro mil participantes. Entre os variados eventos realizados, incluindo webinars e encontros internacionais com Canadá, Portugal, Colômbia, Israel e China, a ABES criou e ampliou oportunidades de negócios para os empresários brasileiros. Isso foi possível graças a transformação do modelo de gestão da ABES – de hierárquico para matricial – ou seja, o presidente deixou de ser o ponto central das decisões, passando a ser o facilitador das demandas e necessidades dos associados. 

Iniciativas que visam promover as melhores práticas de ESG, alinhadas às ODS, diante dos seus associados e mercado em geral também foram destaque desta gestão. No último ano, a entidade evitou o impacto de 47 toneladas de gases de efeito estufa e 296 kg de metais tóxicos ao meio ambiente por meio da reciclagem adequada de 25 toneladas de equipamentos obsoletos de TIC. Trata-se do resultado da mobilização pela redução da desigualdade promovida pela ABES em parceria com a ReUrbi e Observatório do Terceiro Setor, e com o apoio da Weber Shandwick, cujo objetivo é apoiar projetos de inclusão sociodigital por meio de recursos obtidos através da reciclagem de equipamentos. Cada tonelada reciclada tem o potencial de impactar 600 pessoas. 

Outra importante iniciativa liderada pela ABES é o programa Uma Empresa Ética, cujo propósito é estimular a adoção dos mais altos padrões éticos no trato dos assuntos internos ou externos; aprimorando processos e procedimentos, seguindo as melhores práticas internacionais. A iniciativa oferece treinamento sobre compliance com certificado de participação, Canal de Denúncias e um Modelo de Código de Ética e Conduta, que pode ser adequado às atividades e mais variados modelos de negócio. Mais de 200 certificados já foram emitidos. 

“Minha paixão pela inovação não poderia ficar de fora. Abrimos também um capítulo especial para as startups, através de um programa de estágio, com duração de 6 meses, sem custo, no qual contamos com 16 parceiros, entre fundos de investimentos, aceleradoras e incubadoras”, comenta Fücher.  

Com o propósito de construir um Brasil mais digital e menos desigual, Fücher deu um novo rumo à entidade, que passou a ter como objetivo central assegurar que o mercado de tecnologia brasileiro seja inovador, ético, sustentável, dinâmico e competitivo globalmente. Sob sua gestão, 418 novas empresas se associaram à ABES, que expandiu a presença regional, principalmente no Norte e Nordeste, que cresceram 36% e 25%, respectivamente. Atualmente, a ABES representa mais de 2 mil companhias do setor de tecnologia, sendo 77% micro e pequenas empresas, além da maioria das big techs nacionais e multinacionais, como IBM, Totvs, Intel, Google, AWS, Microsoft, Facebook. No total, os associados da ABES representam 85% do faturamento do mercado, fazendo com que a associação seja considerada a mais sólida entidade do setor de tecnologia.

Sobre a ABES 

A ABES (Associação Brasileira das Empresas de Software) tem como propósito contribuir para a construção de um Brasil mais digital e menos desigual, no qual a tecnologia da informação desempenha um papel fundamental para a democratização do conhecimento e a criação de novas oportunidades para todos. Nesse sentido, tem como objetivo assegurar um ambiente de negócios propício à inovação, ético, dinâmico, sustentável e competitivo globalmente, sempre alinhado a sua missão de conectar, orientar, proteger e desenvolver o mercado brasileiro da tecnologia da informação.  

Atualmente, a ABES representa aproximadamente 2 mil empresas, que totalizam cerca de 85% do faturamento do segmento de software e serviços no Brasil, distribuídas em 24 Estados brasileiros e no Distrito Federal, responsáveis pela geração de mais de 210 mil empregos diretos e um faturamento anual da ordem de R$ 80 bilhões em 2020.

Acesse o Portal ABES ou fale com a Central de Relacionamento: +55 (11) 2161-2833. 

ABES – Contatos para a imprensa:  

Weber Shandwick Brasil – abes@webershandwick.com

Paula Boracini – +55 (11) 98415-0314

Carol Herling – +55 (11) 99553-7756

acesso rápido

pt_BRPT